domingo, 27 de setembro de 2009

Aposentando conceitos errados

mensagem pregada no culto aos idosos, na ibamm. Domingo, 27 de Setembro de 2009
Os idosos somam hoje cerca de 14,5 milhões de habitantes. Esse número corresponde a 8,6% da população. Um gráfico ascendente, ou seja, pra cima. Qual o produto disso? A população mundial está ficando mais velha. A organização mundial de saúde diz que por volta de 2025, haverá mais idosos que crianças no planeta. Qual a importância desses dados? Por que eu estou os repassando pra vocês? Pois hoje, com apenas 8,6% já temos grandes problemas para com os idosos, imagine em 2025?

Pra mim, não tem visita melhor pra fazer do que casa de avó. Uhmm.. tem cheiro de café. Há uma frase que diz: “ser mãe é padecer no paraíso” e na genealogia tem uma frase pra avó também que diz: “ser avó é ser mãe? (duas vez)”. Eu penso: Meu Pai! A avó nasceu pra padecer.

Brincadeiras a parte, eu quero tratar de um assunto muito importante, ou melhor, extremamente importante. Os problemas que alguns de nossos amáveis idosos têm que enfrentar quando chegam a “melhor” atente pra isso: Melhor idade.

Eu quero te convidar, jovem, adulto, os quase lá e os nossos amados idosos a aposentarmos algumas coisas. Alguns atos que ainda estão falhos em nós. Como diria um grande escritor chamado Max Lucado: “Aliviar algumas de nossas bagagens”. Porque o erro pesa e não precisamos carrega-lo

Devemos honrar os idosos

Vamos abrir nossas Bíblias em Levítico 19.32: “Diante das cãs te levantarás a face do velho, e terás temor do teu Deus, Eu sou o SENHOR”.

Cãs, irmãos, significa cabelos brancos. Diante deles, honra ao idoso. Na releitura, digamos assim, das diversas leis que é o capítulo 19 de Levítico, uma, tão boa e aplicável nos dias atuais, para benção é esta. Dê valor aos tão valiosos idosos. As mulheres e os homens idosos devem ser tratados com respeito.

A Bíblia diz mais. Vamos ao livro, escrito por Paulo, endereçado a Tito e a Timóteo concernentes aos cuidados pastorais da igreja. Livro de 1 Timóteo, capítulo 5, versos1, nos diz: “Não repreendas asperamente a um velho, mas admoesta-o como a um pai; aos moços, como a irmãos.”
Que tarefa difícil é admoestar a alguém mais velho que nós. Qual o jargão utilizado nos conselhos de nossos queridos pais e avós? Algo parecido como: “me ouve, eu já vivi isso”. Não que seus conselhos devem ser desprezados, muito pelo contrário, devem ser honrados, mas não é o fato de envelhecer que o isentam de erros. “Não há um justo. Nem um?...” sequer.

É necessário um cuidado maior, no tratar das palavras, na forma de colocá-las. Com diz Paulo, “Não repreendas... asperamente”. É uma tarefa um tanto quanto complicada. Eu já fui ameaçado de uma coça algumas vezes que tentei repreender, na forma de exortá-lo quanto ao erro, ao meu pai. Pasmem! Ele nunca deu o braço a torcer, nunca reconheceu e me disse: realmente, você está certo, mas sei, que minha insistência, o modificou em algumas atitudes e é nisso que vemos o fruto dessa colocação sendo produzido. Melhor que palavras, sãos os atos.
Eu congelei, confesso, quando me veio o convite de falar-vos nesta manhã. Pensei: “eu, alguém inexperiente de vida falar a históricos de vida, a bibliografias vivas”, mas a carta de Paulo me serviu muito bem em seu primeiro verso.

Vamos continuar? Verso 2 de Timóteo mesmo. 5.2: “às mulheres idosas, como a mães; às moças, como a irmãs, com toda a pureza”. Convencer uma mãe já é mais fácil, não é irmãos? Más o amor deve ser da mesma forma. Não deve faltar compreensão, verdade, pureza, como nos diz o texto, nessa exortação. Falamos assim com nossas mães? Como então falemos aos idosos?

Há pessoas que não tem carinho, amor, nem paciência para tratar com um idoso.

Ontem, quando partilhávamos uma pizza em casa, podemos conversar um pouco, eu e minha família. A minha irmã mais nova falava: de vez em quando, aparecem umas velhinhas lá na loja, ás vezes a fila está imensa e elas com toda calma contam, moedinha por moedinha. As pessoas da fila já resmungam? Mal do mundo globalizado. As pessoas andam muito atarefadas, seus dias são cheios e é necessário rapidez. Culpa de mundo globalizado nada irmãos, culpa de pessoas, que também incluem cristãos, sem paciência. Cadê os frutos do Espírito para tratarmos de nossos idosos?

E quando a pobre senhora chega ao final da conta e fala: esqueci o quanto eu contei.
Ah... apareceu uma boa alma para ajudá-la, ajuda-la nada irmãos, essa “boa” alma quer é que a fila ande logo. Cadê a honra nisto? Nossos idosos estão sendo honrados?

No ônibus, está lotado. Estamos cansados, trabalhamos o dia todo e quando conseguimos aquele solitário banco da frente nos acomodamos como num trono de rei. De repente, no próximo ponto sobe os da carteirinha, os do passe livre, sorridentes, foram ao mercado comprar peixe, não fizeram nada durante o dia, quando chegam dentro do ônibus, não precisam falar nada, eles apenas te olham e sorriem. Eles não têm força pra agüentar as arrancadas que às vezes os ônibus dão. O indivíduo, cansado, cheio de bolsa fecha a cara e se levanta. Há honra nisto?

Há sim a exclusão, desaprovação, birra nessa atitude que infelizmente, costumeiramente tomamos. Desde o atendimento ao cliente, os famosos SAC, na fila de idosos, no banco, que por terem direito às vezes são descriminados como os desocupados do dia que atrapalham você.
Devemos apreciar os idosos pela sua experiência. A Bíblia diz em Provérbios 20:29, vamos ler: “A glória dos jovens é a sua força; e a beleza dos velhos são as cãs.” Qual o fator comum que leva aos cabelos brancos? As cãs, como denomina a bíblia? O tempo, e o tempo de vida, boa vida, é um dos melhores companheiros na arrecadação de sabedoria. Vou repetir isso, atente pra isso: o tempo de vida, boa vida, é um dos melhores companheiros na arrecadação de sabedoria. Os jovens podem aprender lições valiosas na vida dos idosos. Eu aprendo.
E provérbios, livro escrito por Salomão, diz mais. Vamos um pouquinho mais a frente, no capítulo 23, versos 22 à 25: “Ouve a teu pai, que te gerou, e não despreze a tua mãe, quando vier a envelhecer. Compra a verdade e não a vendas; compra a sabedoria, a instrução e o entendimento. Grandemente se regozijará o pai do justo, e quem gerar um sábio, nele se alegrará. Alegrem-se teu pai e tua mãe, e regozija-se a que te deu a luz”. Quer um “fid back” como dizem agora, uma resposta, um norte, pra saber se andas corretamente jovem, vê, se sobre ti e teus atos têm se alegrado, os que a Cristo, te aconselharam.

A rejeição

Muitos idos sofrem Rejeição e abandono de suas famílias. Não podemos deixar que isso ocorra. Mas é o que mais acontece. Nos esquecemos deles.
Vamos voltar ao texto de timóteo 5, agora o verso 8: “ora, se alguém não tem cuidado dos seu e especialmente dos da própria casa, tem negado a fé e é pior que o descrente."
Sem fé é impossível agradar?... a Deus, como nos diz Hebreu 11.5.
A salvação vem das obras? Não! Diz Paulo aos Efésios 2.9, para que ninguém se glorie, mas saiba que a nossa recompensa é segundo nossas obras. Vamos confirmar o que digo? Mateus 16.27: “Porque o filho do homem há de vir na glória de Seu Pai, com os Seus anjos, e, então retribuirá a cada um conforme suas obras.” Ele nos recompensará segundo as nossas obras.

Se você não ama é porque não conhece?... a Deus, porque Deus?... é o amor. Podemos achar confirmação nisto em 1 João 4. 7-8. Esta vendo, temos todas as respostas, porque não praticamos. Porque não praticamos o amor em sua essência. Quem ama não abandona. Então eu pergunto: Conhecemos realmente a Deus? Temos conhecido o amor? Temos reconhecido Deus?
Você já ouviu uma frase típica de mãe, mais ou menos assim: “eu te carreguei nove meses na minha barriga”, ou de um pai: “eu te sustentei até hoje pra você fazer isso comigo”. Na maioria dos casos, eles falam assim, pois estão se sentindo rejeitados, abandonados de suas vontades. A rejeição é algo ruim.

Você já passou por uma situação onde sentiu-se não aceito? Já foi “rejeitado”, ou podado de fazer alguma coisa que nem tanto bem traria a você? Você já se sentiu rejeitado por alguém? Uma pesquisa publicada na versão eletrônica da revista Science revela que a rejeição e exclusão social e as dores físicas ativam uma mesma área do cérebro? É o chamado córtex cingulado anterior. (Jornal Folha de São Paulo On-line). Você não precisa usar as suas mãos para bater, ferir, alguém.
Solidão. Não fomos feitos pra ela. Deus faz com que o solitário habite em família. Não há um texto em que diz sobre o abandono de algum membro dela, nem do espalhar da mesma.

Saiba, a ofensa que você atribui a alguém, causará, pesará muito mais a você do que aquém você feriu. Principalmente a nós cristãos.

Há um pensamento que aprendi ouvindo o pastor Massao, um japonês que vive no Brasil e ele diz: O seu inimigo, a pessoa com quem você tem alguma contenda, causou ou causa algum mal, é a ultima pessoa a abandonar você. Ela está em seus pensamentos. Ela é a primeira pessoa a quem sua mente reporta quando você acorda e a ultima pessoa que te deixa quando você vai dormir. O Espírito de Deus é quem nos orienta do nosso erro, por isso Ele nos cobra.
Conselho aos anciãos

A bíblia dá conselho aos idosos, vamos ver esse conselho. Na confiança e louvor, mais uma vez de Davi. Salmos 71.16-18. “Sinto-me na força do Senhor Deus; e rememoro-me na tua justiça, a tua somente. Tu me tens ensinado, ó Deus, desde a minha mocidade; e até agora tenho anunciado as Tuas maravilhas. Não me desampares, pois, ó Deus, até a minha velhice e as cãs; até que eu tenha declarado à presente geração a Tua força e as vindouras o Teu poder”.

A grandeza de Deus expressa por Davi é de conhecimento, generalizado até os dias de hoje. É de Deus que vem a força, a vida, o fôlego pra que você viva, querido idoso. E viver de maneira que fale, nas atitudes vividas por Deus e pra Deus e em todo seu testemunho.

Sabe como viver e cuidar de algumas áreas de nossas vidas, idosos. Vamos ler o conselho de Deus em Tito 2:2-5: “Exorta os velhos a que sejam temperantes, sérios, sóbrios, sãos na fé, no amor, e na constância (também em outras versões, paciência); as mulheres idosas, semelhantemente, que sejam reverentes no seu viver, não caluniadoras, não dadas a muito vinho, mestras do bem, para que ensinem as mulheres novas a amarem aos seus maridos e filhos, a serem moderadas, castas, operosas donas de casa, bondosas, submissas a seus maridos, para que a palavra de Deus não seja blasfemada.” Toda a forma errada que assumir você, homem ou mulher, forma essa que seja contra a palavra de Deus, é uma blasfêmia. Atos, maneira incorreta que ultrajam, afrontam, insultam, ofendem quem Deus é.
E florescerá

Assim floresce o justo, nos caminhos de Deus, como nos disse Davi, ao seu Salmo 92. “os justos florescerão” “plantados na casa de Deus”.

Às vezes nós somos tratados como arvores, ramos como disse Jesus, vamos expandir um pouquinho mais agora, somos jardins. Os sentimentos nas pessoas são como plantas, boas e ruins. Tudo o que se cultiva, cresce. Se plantarmos uma semente boa, se a tratarmos ela crescerá. As plantas “venosas”, porém, nascem de uma forma bem mais fácil. Plante-a e a guarde, ela crescerá e dará seu fruto sem muito custo e com pouco cuidado.

Conosco também é assim. O amor é uma planta até fácil de plantar, mas é uma das que mais se necessita de cultivo. Em contrapartida, o ódio é uma planta que com apenas uma pequena semente germinada, floresce, com raízes fortes e espaçosas, grosseiras. Tenho que convir, até se enobrece, porém machuca e traz a morte.

Os espinhos em nossos corações, causados pelo ódio, pelo rejeitar, por ser rejeitado e abandonado, pelas atitudes erradas que tomamos, ou que tomam contra nós, por vezes é esquecido, mas experimente respirar fundo, ateste seu coração, vamos, o encha. Logo, logo você irá se deparar com seu espinho. Experimente apenas viver e você sentirá a dor que ele causa.

Cuidar do jardim enquanto as plantas são semeadas é a melhor maneira de se ter um belo lugar. Eu não sou jardineiro e entendo pouco de plantas, mas no jardim da vida tudo pode acontecer se seu jardineiro se descuidar. O que você tem plantado?

Vamos aposentar a rejeição, idosos, e o rejeitar, mais novos. Essa é proposta, o convite pra hoje. Vamos viver como justos para frutos produzir. Dia após dia aposentando as práticas do pecado, do erro que insistem de forma bruta e habitar em nossas vidas.

Somos corpo de Cristo, Seus braços. Quando pedirmos a Deus que visite a um idoso abandonado me um lar qualquer, nos lembremos que se somos corpo de Cristo, os braços dEle a abraças o mundo somos nós. As pernas dEle que vão aonde Ele mandar, somos nós. As mãos somos nós a tocar, a modificar.

Talvez seja difícil manter a casa (casa no sentido nós, templos do Espírito) limpa por muito tempo, mas você pode propor-se a limpa-la pelo dia todo. Você pode propor-se a justificar-se e a pedir conta de seus pecados e pesos que ele traz, a todo o momento.

Não somos capazes de justificativas, quem justifica é Deus e assim, em Deus os justos florescerão.

Plantemos amor, bom convívio, com nossos amados e preciosos idosos. Vamos ler o salmo 92, versos 12-15? “O justo florescerá como a palmeira, crescerá como cedro no Líbano. Plantados na casa do Senhor, florescerão nos átrios do nosso Deus. Na velhice ainda darão frutos, serão cheios de seiva e der verdor, para anunciar que o Senhor é reto. Ele é a minha rocha, e nEle não há injustiça”.

Os justos, os que estão na casa do Senhor, estes florescerão. Os idosos, ainda dão frutos, podemos colhe-los. Podemos alimentar muitos outros.
Aos idosos, um feliz dia do idosos!
Aos jovens e aos quase lá, uma excelente semana!
Deus nos abençoe!
Matheus Gerhard

2 comentários:

Arisson Belan disse...

lindo !!!

desperta um proclamador da palavra!!

Tia Karla disse...

As pessoas ainda nao sabem o que é ser e estar na velhisse... o que deveria ser a melhor idade, depois de tantas aprovações, trabalho, desilusões, felicidades e infelicidades... chega a hora de aproveitar o tempo e a aposentadoria para curtir a vida com consciencia do que vale a pena ser vista, vivida e apreciada. Infelizmente a aposentadoria e as condições atuais nao garantem a velhice como a melhor idade... mas estou me empenhando, e vejo que vc também se preocupa ou pelo menos percebe, na melhora e plenitude dos atuais idosos e nós futuros velhinhos e velhinhas.
Adorei sua postagem... karla, Feliz Natal.